Operação Policial descobre túnel e evita fuga no Presídio Central

23/02/2017

A Operação Santo, que descobriu um túnel próximo ao Presídio Central de Porto Alegre nesta quarta-feira, dia 22, demonstrou a importância da inteligência policial para evitar uma fuga em massa "sem precedentes" no Rio Grande do Sul. A afirmação é do chefe de Polícia, Emerson Wendt, durante coletiva nesta tarde para dar mais detalhes sobre a tentativa de fuga da Cadeia Pública. "Evitamos a maior fuga do sistema prisional gaúcho de todos os tempos", afirmou.

 

Os policiais do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) localizaram um túnel de aproximadamente 50 metros que estava sendo construído em direção à penitenciária. Sete pessoas que trabalhavam no local foram presas em flagrante. Diversos artefatos como pás, picaretas e perfuradores foram apreendidos. 

 

De acordo com o delegado Mario Souza, a investigação havia começado há cerca de quatro meses quando foi descoberto o plano de fuga dos apenados e que um túnel seria construído nos arredores do Presídio Central. Após investigação, os policiais descobriram uma casa usada como fachada para esconder a perfuração. "No local havia diversas ferramentas e o túnel apresentava sinais de conhecimento técnico de engenharia, como estrutura de iluminação, ventilação e escoras para permitir o trânsito no subsolo", explicou.

 

O delegado Rafael Pereira informou que o túnel era bem estruturado e projetado. "Quando chegamos, nos deparamos com os homens trabalhando tranquilamente no local. Havia inclusive ar condicionado portátil para amenizar o calor no interior da obra", contou o delegado.

Ascom RS

 

Poliana Grudka

 

 

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

A reprodução de todo o conteúdo deste site é autorizada mediante indicação de fonte

Vitrine do Povo - CNPJ 33.306.787/0001-73