Nove pessoas foram presas em menos de uma semana suspeitas de envolvimento no assalto ao Banrisul de



O assalto ao Banrisul de Rodeio Bonito aconteceu na última sexta-feira, dia 3. Por volta das 10h cinco homens fortemente armados adentraram na agência, subtraindo cerca de R$ 275 mil. Na saída fizeram um cordão humano e levaram como refém o gerente do estabelecimento.


Ao saírem da zona urbana da cidade pela ERS 587, libertaram o refém e poucos quilômetros depois abandonaram o veículo, um Jetta, logo embrenharam-se em um matagal, já em Cristal do Sul.


Neste momento iniciou uma força tarefa entre diversos batalhões da Brigada Militar, com apoio da Polícia rodoviária Federal e Polícia Civil, em busca dos criminosos. No primeiro dia foram recolhidos miguelitos deixados pelos assaltantes para inibir a polícia. Além disso foram encontrados os coletes utilizados pelos bandidos no momento do assalto. Um homem também foi apreendido por suspeita de envolvimento e porte ilegal de arma, mas nada foi comprovado.


Buscas aéreas e por terra seguiram no final de semana com um grande cerco policial, mas os primeiros suspeitos de participarem do assalto foram capturados apenas na segunda-feira, dia 6. Os dois homens estavam em uma residência no interior de Cristal do Sul, onde, segundo o que se apurou, mantinham um casal de idosos em cárcere privado. A informação veio após a prisão de um suspeito de tentar resgatar os assaltantes, ele também foi preso.


As buscas continuaram e por diversas vezes a polícia conseguiu evitar de que os bandidos fossem resgatados. Nesta quarta-feira, dia 8, mais dois suspeitos foram presos, dessa vez em Palmeira das Missões. No mesmo dia mais três pessoas, duas mulheres e um homem, também foram presos tentando resgatar os bandidos. Neste momento, já com a identificação dos mesmo, descobre-se que dois deles são naturais da região. Um de Seberi e outro de Palmeira das Missões. Faltava apenas um ser preso!


Nesta quinta-feira, dia 9, teve fim um grande e excelente trabalho da segurança pública regional. No fim da manhã policiais anunciavam que a busca incessante por justiça acabara com a prisão do último, apontado como líder da quadrilha. Um dos homens mais procurados pelas justiça do Rio Grande do Sul. Carcarã estava próximo a um motel na ERS 587, no interior de Seberi e foi capturado após denúncia.


Com todos os suspeitos presos inicia agora a fase de investigação da Polícia Civil, que irá verificar qual o papel de cada um durante o ocorrido e se há alguma ligação desta quadrilha com outros assaltos à bancos ocorridos na região.