Um ano após, família planeja ampliar produção de morangos

19/08/2018

Um ano após iniciar as atividades em uma cultura inédita no município, a família de João Lopes(54), da Linha Bom Fim,  prepara a construção de uma nova estufa para a produção de morangos.

 

A iniciativa foi destaque da edição de estreia do Jornal Vitrine do Povo, em agosto de 2017, e passado um ano a família comemora o bom resultado e a recepção que o produto vem tendo entre os consumidores.

 

Com uma área de 200m² a propriedade conta atualmente com aproximadamente 4.000 pés de morangos e chegou a produzir 40kg em uma única semana. “No período de maior produção chegamos a colher 40kg em uma semana, mas no inverno a produção é menor devido ao clima”, destaca o produtor.

 

Auxiliado pela esposa, Cessi da Conceição Lopes(49), e pelo filho Cleonesio José Lopes(28), que concilia o tempo entre o trabalho na cidade e as atividades da propriedade, a família divide as tarefas entre os cuidados com a estufa e a produção e leite. “Devido aos cuidados que a estufa exige, deixamos de plantar fumo e passamos a nos dedicar mais com a produção dos morangos”, conta Cessi.

 

O casal relata ainda o projeto para a expansão da atividade com a construção de uma nova estufa, o que deve dobrar a produção em curto espaço de tempo. “Com a terraplanagem pronta as obra s devem começar na próxima semana e em 60 dias já pretendemos estar produzindo”, comemora João. O produtor também conta que a família começou a produzir mudas na propriedade o que irá garantir a redução de custos com a compra de mudas prontas que custam cerca de R$ 1,00 ao pé.

 

A atividade exige muita dedicação, pois a presença de insetos e outras pragas precisam ser monitoradas constantemente, além da colheita e a destinação dos morangos que são comercializados em padarias, mercados, venda direta aos consumidores e para a merenda escolar, através do Programa de Aquisição de Alimentos(PAA). “No inverno, período que a produção diminui, não estamos vencendo atender aos pedidos. Muitas pessoas ligam solicitando e por isso resolvemos ampliar a produção”, conta Cessi.

 

A estufa tem um sistema de irrigação com um constante acompanhamento dos técnicos da Emater/RS. “Desde o momento em que tivemos a ideia de iniciar a atividade a Emater vem nos dando todo o suporte e nos auxiliando em todos os momentos em que surgem duvidas sobre o manejo e os cuidados que devemos ter para produzir mais”, destaca João.

 

Conforme o Técnico da Emater de Palmitinho, Luan Jaques da Costa, esta é a primeira estufa dessa cultura nesse sistema no município. Ele destaca que a Emater vem dando todo auxílio na parte técnica, na adubação e tratos culturais, controle de pragas e doenças sempre tentando utilizar produtos fisiológicos para uma produção mais saudável. “Eles viram que o morango é uma ótima alternativa de renda para a propriedade, devido a grande procura, reduzindo a penosidade do trabalho, pois o fumo era um trabalho bem mais pesado e de menos rentabilidade financeira”, relata o Técnico.

 

Um ano após o VP voltou à propriedade para registrar os frutos do trabalho de mais uma família palmitinhense que busca novas alternativas de renda ao mesmo tempo em que oferece novas opções de produtos para o mercado local.

 

 

 

Fotos: Dejair de Castro

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

A reprodução de todo o conteúdo deste site é autorizada mediante indicação de fonte

Vitrine do Povo - CNPJ 33.306.787/0001-73