Campanha de Coleta de Resíduos e Lâmpadas recolhe grande volume de lixo eletrônico

18/11/2018

O Município de Palmitinho promoveu entre os dia 5 e 8 de novembro a Edição 2018 da Campanha de Coleta de Resíduos Eletrônicos.

 

Esta foi à segunda vez que a Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente realizou a Campanha.  De acordo com responsável pelo setor do Meio Ambiente, Jean Candaten, foram recolhidos um grande número de aparelhos eletrônicos e lâmpadas nos pontos de coleta espalhados pelo município.

 

Conforme Candaten, de acordo com a Legislação, a Política Nacional dos Resíduos Sólidos, a logística reversa dos resíduos é de responsabilidade dos fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de agrotóxicos, pilhas e baterias, pneus, óleos lubrificantes, lâmpadas fluorescentes, de vapor de sódio, mercúrio e luz mista e de produtos eletrônicos e seus componentes. Com a lei em vigência desde 2010 e a não efetividade da logística reversa, o município de Palmitinho realiza todo ano de uma a duas campanhas de coleta de alguns tipos de resíduos.

 

Nos pontos de coleta foram recebidas lâmpadas embaladas em papelão individualmente, dentro de garrafas pet ou ainda em caixas tetra pack (caixa de leite). Devido à complexidade do tratamento, para dar a destinação ambientalmente adequada às lâmpadas, que custa em torno de R$1,00 a R$2,00 a unidade, será buscado patrocínio espontâneo de entidades do município para encaminhá-las a uma empresa licenciada especializada pelo tratamento deste resíduo.

 

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e o Conselho Municipal de Saneamento Básico foram os organizadores da campanha, sendo que o objetivo foi incentivar à população para que seja feito o descarte de todas objetos inservíveis em estoque nas residências e comércios, para que seja retirado este passivo ambiental do município, dando a correta destinação.

 

Conforme Candaten, a campanha será realizada apenas uma vez e posterior a isto, as entidades que comercializam estes objetos serão obrigadas a receber e dar destinação adequada, sendo exigida para renovação do alvará de funcionamento, a regularidade da logística reversa, salientou.

 

O volume de lixo recolhido será divulgado nas próximas semanas.

 

 

 

 

Foto: Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

A reprodução de todo o conteúdo deste site é autorizada mediante indicação de fonte

Vitrine do Povo - CNPJ 33.306.787/0001-73