Assistência Técnica eleva produção de leite em até 60%

18/08/2019

 

Presente em cerca de 280 propriedades do município, a produção leiteira ocupa importante papel na geração de emprego e renda nas comunidades do interior. Os reflexos também são sentidos no comércio e no retorno de ICMS ao Município com a comercialização do leite ou de seus derivados.

 

Estima-se que a atividade seja responsável pela geração de cerca de 800 empregos com o envolvimento dos integrantes das famílias produtoras. Além dos empregos indiretos, envolvendo o transporte e a transformação do produto pela indústria.

 

A atividade vem ganhando o acompanhamento da equipe técnica do Escritório Municipal da Emater, da Secretaria Municipal da Agricultura e de entidades ligadas ao setor, como a Cooperativa Tritícola de Frederico Westphalen(Cotrifred). Conforme o Técnico da Emater de Palmitinho, Luan Jaques da Costa, o acompanhamento técnico vem dando grandes resultados com um aumento médio de cerca de 60% na produção.

 

Conforme o Técnico, a Emater presta assistência a 38 famílias, sendo que em algumas destas a produção media aumentou mais de 100%. O técnico cita que os resultados se devem a novas práticas que envolvem planejamento, dieta alimentar, controle leiteiro, acompanhamento produtivo, controle financeiro, entre outros.

 

Propriedade da Linha Sete de Setembro elevou media de produção de 5,45 para 17 litros por animal

 

 

 

Os reflexos dos resultados da produção com assistência técnica podem ser claramente sentidos na propriedade de Mauro Cesar Brochier e Sirlei de Fátima de Quadros, na Linha Sete de Setembro.

 

A propriedade passou por um amplo processo de transformação e cerca de um ano após a produção mais do triplicou. Conforme dados da Emater, em julho de 2018 a propriedade produzia 1.800 litros/mês com um plantel de 11 vacas, uma média de 5,45 litros por vaca. Com as novas práticas aliadas ao investimento do casal, o plantel foi ampliado e hoje são 20 animais em lactação e a produção saltou para 10.700 litros/mês, uma média de 17 litros por vaca.

 

Para alcançar esses resultados, os produtores adquiriram mais vacas e fizerem investimentos para a melhoria da pastagem distribuída ao longo dos 10,36 hectares da propriedade. Com o acompanhamento da Emater, foi disponibilizado água em todos os piquetes, feito o mapeamento das áreas de pastagem e seguido rigorosamente o planejamento. Hoje, é possível saber exatamente quanto cada animal produz o custo de produção, a margem líquida, entre outros fatores que permitem saber os resultados obtidos na propriedade.

 

O casal comemora os resultados obtidos e planejam novos investimentos. “Queremos chegar a 30 vacas e queria canalizar o leite que hoje é tudo manual, o que torna o trabalho mais sofrido”, destaca Sirlei. Já Mauro fala da importância da parceria com a Emater. “Tenho que agradecer muito a Emater, o Luan está sempre por lá, disponível. Foi uma força muito grande, se não fosse a Emater hoje eu ainda estaria com umas 10 vaquinhas de leite e plantando fumo ainda”, revelou.

 

A gestão da atividade leiteira, também está presente na propriedade de Sergio e Izete Vargas, na Linha Esquina do Comércio. Na propriedade, ao final de julho de 2017 eram 7 vacas em produção com uma média de 6,5 litros por vaca dia. Com o novo modelo de gestão, o número de animais passou para 13 e ao final de julho deste ano, a média era de 15 litros por vaca dia.

 

Conforme a Emater, os aspectos trabalhados na propriedade foi à implantação de pastagens perenes e anuais de inverno e verão, a análise de solo, a adubação mineral e orgânica nas pastagens, o fornecimento de concentrado conforme dieta alimentar elaborada e a silagem de milho, entre outras ações.

 

De acordo com o Técnico, Luan Jaques, apesar da redução do número de propriedades na atividade leiteira e do aumento das exigências em termos de vigilância sanitária, a produção de leite vem aumentando no município, em uma tendência de produção em maior escala nas propriedades que continuam na atividade. O Técnico também salienta que a Emater, sempre que solicitada, vem procurando dar o suporte para a implementação de novas técnicas que buscam otimizar a produção e aumentar a rentabilidade das famílias.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Arquivo/Emater

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

A reprodução de todo o conteúdo deste site é autorizada mediante indicação de fonte

Vitrine do Povo - CNPJ 33.306.787/0001-73