OUTUBRO: O melhor mês para pastagens perenes e anuais

03/11/2019

Estamos no mês de outubro, um dos meses do ano com as melhores condições para implantação e formação de pastagens perenes e anuais. Isso se dá devido ao fato de ser um período mais chuvoso e de maior calor, o que torna o clima muito mais favorável que em outras épocas. Por isso, venho nesta edição falar um pouco sobre o assunto.

 

Em Palmitinho sabemos da importância das forrageiras, pois a maioria dos produtores trabalham no sistema a base de pasto, tendo em vista isso, realizar um bom plantio e escolher uma boa variedade é chave para o sucesso tanto na produção de leite como de carne.

 

Abaixo irei apresentar alguns passos e dicas para que possa aqui estar auxiliando os agricultores na implantação de suas pastagens:

 

Primeiro - Realizar análise de solo, com retirada em 15 a 20 pontos da lavoura, para obter uma amostra bem homogênea. Após realizada a análise realizar a correção com calcário quando for necessário e correção da fertilidade do solo conforme recomendação realizada por um técnico.

 

Segundo - Escolher a variedade que melhor se adapte a propriedade, identificando as condições do solo e pensando no manejo pós implantação, nas perenes as mais utilizadas em nosso município são: Tifton85, Jiggs, Aruana, Brachiaria convert, e em menor quantidade o capim Kurumi, Áries, Hematria, também há novas variedades que estão surgindo no mercado como o Capim Paredão dentre outras. Já nas pastagens anuais temos: Capim Sudão, sorgo forrageiro, milheto, entre outras.

 

Terceiro - Preparo do solo: Depois de escolher a forrageira vem a etapa do solo que deve ser bem preparado para receber a semente ou a muda da pastagem. A vegetação indesejada deve ser retirada através da dessecação. Deve-se também controlar os insetos e pragas, principalmente o cuidado com lagartas que vem atacando algumas lavouras em nossa região. Feito isso, promover a distribuição do calcário e da adubação, arar, gradear e fazer uma gradagem niveladora.

 

Quarto - Primeiro pastejo, cada forrageira tem sua altura de entrada e saída dos animais, que deve ser respeitado para que a pastagem rebrote e venha fornecer um maior volume aos animais, cito como exemplo a pastagem Tifton85, com entrada dos animais em 25cm e saída aos 10 cm, seguindo a recomendação teremos melhores resultados no campo.

 

Portando o sucesso para se ter uma pastagem em quantidade e qualidade dependem de várias etapas, e que todas sejam bem realizadas, visando uma maior produção de forragem e consequentemente maior produção de leite e carne. Sabemos que quanto maior a quantidade de pastagem que conseguirmos fornecer aos animais, menor será o custo com complementação de silagem e ração.

 

Até a próxima edição...

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

A reprodução de todo o conteúdo deste site é autorizada mediante indicação de fonte

Vitrine do Povo - CNPJ 33.306.787/0001-73