DESTAQUE ESPORTIVO: Tudo vai passar!

12/04/2020

Era para ser um ano histórico; e de fato, nem precisamos dos 12 meses para a confirmação. Era até para ser o ano dos clássicos Grenais; e agora poderá ser o ano dos duelos que não aconteceram. Não resta dúvida de que a vida é um piscar de olhos, por isso devemos complicar menos, se preocupar menos, por que assim como tudo pode mudar radicalmente, o Coronavírus também vai ir embora logo logo. Não há mal que dure para sempre.

 

Queria escrever sobre qualquer coisa que não fosse à pandemia, mas não tem como. Fomos envolvidos de tamanha monta, que uma paranóia de sentimentos e ações nos dominou. O sai de casa! fica em casa! fecha o comércio! abre o comércio! Saúde ou economia! Vida ou Morte! Gripezinha e outros adjetivos já marcaram uma geração. A pandemia do Covid -19 inclusive não têm precedentes históricos do ponto de vista de seu impacto e possível efeito no esporte em geral.

No futebol, desde o menor até o de maior expressão o prejuízo será muito grande. A despesa já está ai e não existe uma receita para cobrir. Devemos orar muito para que isso não se generalize.

 

Neste período de isolamento social o que mais chegou a nós foram orientações e informações; diga-se; muitas desencontradas, mal ditas ou até mal intencionadas. No grande dilema atual, saúde x economia, é claro que existe a velha máxima de que "manda quem pode e obedece quem precisa", mas condenar um humilde empregado que precisa trabalhar é mais grave que o coronavírus.

 

Finalizo plagiando Alexandre Garcia em sua coluna de 03 de abril quando conseguiu expressar o real retrato cultural de um povo viciado em condutas indevidas. "As palavras de Bolsonaro são assustadoras, mas não menos do que um povo que viveu duas décadas sendo saqueado por verdadeiros ladrões, agora deitado na rede, assistindo um doido com sua equipe técnica errando e acertando, mas trabalhando como nunca, enquanto hienas famintas se articulam para ocuparem o seu lugar. O corona é um risco, mas a fome e a violência são velhas conhecidas".

 

Vamos nos cuidar! Mas acima de tudo vamos nos respeitar, para podermos voltar logo ali, melhores do que um dia fomos.

 

Um forte abraço e até a próxima.

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

A reprodução de todo o conteúdo deste site é autorizada mediante indicação de fonte

Vitrine do Povo - CNPJ 33.306.787/0001-73