ESPAÇO ABERTO: Coronavac

09/08/2020

Uma parceria do Hospital São Lucas da PUC, Porto Alegre, com o Instituto Butantan (SP) está testando 850 gaúchos com uma vacina, desenvolvida na China, preventiva ao coronavírus. Mais de 5 mil pessoas se inscreveram voluntariamente para receber as doses no Rio Grande do Sul, que chegaram no início de agosto. Após serem vacinados os pacientes estão sendo monitorados e testados constantemente para averiguar a evolução da imunização e cadastrar os dados documentais para validação da pesquisa.

 

O laboratório chinês Sinovac Biotech e o Butantan estão testando 9 mil pessoas em todo o Brasil nesta terceira e última fase que é de testes clínicos. Em São Paulo os testes iniciaram no final de julho.

 

Diante de sucesso, o pré-acordo com os chineses prevê transferência de tecnologia da vacina para o Butantan que produzirá em escala industrial, com intenção de fornecimento gratuito a toda população do território nacional por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e sob registro da Anvisa. Após todas as avaliações, a previsão de vacinação é para início de 2021.

 

Imunidade de rebanho

Segundo estudiosos em epidemiologia e de acordo com publicações do Ministério da Saúde, o pico de uma pandemia é aquele dia que registra recorde de casos novos confirmados. Se o pico mantiver o mesmo patamar por vários dias, chama-se de platô e após isso a curva passa para a fase descendente. Quando uma quantidade suficiente de pessoas dentro de um total de população já contraiu o vírus acontece o que se conhece por imunidade de rebanho. Esta faixa populacional, que naturalmente se contamina, vai desenvolver anticorpos e criar proteção contra a doença. Dessa forma o vírus perde sua capacidade de expansão e acaba sendo controlado. Este método causa um risco muito alto às pessoas por conta da possibilidade de colapso da capacidade hospitalar e a iminente perda de vidas, por falta de leitos de UTI para pacientes graves, remédios e por complicações com outras comorbidades.

 

O outro método de imunidade de rebanho é justamente a vacinação em massa da população que vai obter os anticorpos e se proteger do vírus. Por isso a necessidade urgente e a luta desesperada de cientistas do mundo inteiro em ter uma fórmula eficaz contra o coronavírus e esta doença Covid-19 que afetou o mundo inteiro. Ficamos na torcida pelo sucesso das várias vacinas em testes o quanto antes.

 

Cuidem-se e obrigado pela leitura. Feliz Dia dos Pais!

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

A reprodução de todo o conteúdo deste site é autorizada mediante indicação de fonte

Vitrine do Povo - CNPJ 33.306.787/0001-73