Saúde lança campanha para cadastro de doadores de sangue por meio on-line


A Secretaria da Saúde (SES), em parceria com a rede Bourbon Shopping, Moinhos Shopping e Porto Alegre CenterLar, lançou a campanha de doação de sangue chamada "Uma saída rápida e segura pode salvar vidas. Doe Sangue!".


O objetivo é captar doadores de todos os tipos sanguíneos, por meio do preenchimento de um cadastro no banco de dados do Hemocentro do Estado do Rio Grande do Sul (Hemorgs).


Para realizar o cadastro, basta acessar o formulário clicando neste link.


De acordo com a especialista em saúde do setor de captação do Hemorgs, Gesiane Ferreira Almansa, o cadastro servirá para repor os estoques de forma emergencial, e também para entrar em contato com possíveis doadores sempre que for necessário. A doação poderá ser realizada em qualquer um dos Hemocentros Regionais do Estado (em Porto Alegre, Passo Fundo, Santa Rosa, Pelotas, Alegrete ou Santa Maria).


A ação busca, ainda, reforçar que mesmo em um cenário de pandemia do coronavírus, a doação de sangue é realizada de forma rápida e segura, e segue sendo indispensável para que muitas vidas sejam salvas.


A doação e o processamento do sangue são fundamentais para garantir a disponibilização de componentes sanguíneos para pacientes que necessitam de transfusão, como vítimas de acidentes ou em outras situações clínicas.


O que é preciso para doar • Estar em boas condições de saúde; • Ter idade entre 16 e 69 anos, sendo que os candidatos a doadores com menos de 18 anos deverão estar acompanhados pelos pais ou por responsável legal; • Pesar no mínimo 50 kg (com desconto de vestimentas); • O limite de idade para a primeira doação é de 60 anos; • Não estar em jejum e evitar alimentação gordurosa; • Ter dormido pelo menos seis horas antes da doação; • Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação; • Não fumar pelo menos duas horas antes da doação; • Apresentar documento oficial de identidade com foto.


Quais são os impedimentos temporários • Gripe ou febre; • Gestantes ou mães que amamentam bebês com menos de 12 meses; • Até 90 dias após aborto ou parto normal e até 180 dias após cesariana; • Tatuagem ou acupuntura nos últimos 12 meses; • Exposição à situação de risco para a aids (múltiplos parceiros sexuais, ter parceiros usuários de drogas); • Herpes labial.


Outros critérios que impedem a doação serão verificados por ocasião da entrevista de triagem.






Fonte: Portal/RS

Foto: Divulgação