top of page

Acampamento Farrapo de Palmitinho ocorre entre 14 e 20 de setembro


A montagem dos ranchos para a realização do Acampamento Farrapo 2023, iniciam nesta semana no município de Palmitinho.


A Programação da Semana Farroupilha deste ano será realizada nas dependências do CTG Estâncias dos Carreteiros, entidade organizadora do evento, que visa promover a vivência das tradições gaúchas.


Para a edição deste ano a Administração Municipal, em conjunto com a Câmara Municipal de Vereadores, disponibilizou um montante de R$ 40 mil para a realização das atividades, com a montagem dos ranchos aos arredores do CTG e a programação que deve ser realizada na parte interna da sede da entidade.


A programação está sendo finalizada e a comercialização dos ranchos está sendo realizada pela entidade organizadora. – A Administração Municipal está apoiando este evento que é muito importante para a vivência de nossos costumes e tradições. Convidamos toda a comunidade para participar das festividades e conferir a programação cultural e artística que está sendo preparada, ressalta o Prefeito Municipal, Caetano Albarello.


Conforme o Patrão do CTG Estância dos Carreteiros, a programação deve envolver as escolas do município com apresentações e oficinas que serão promovidas durante o evento. A programação também contará com apresentações de invernadas artísticas do CTG Estância dos Carreteiros e CTGs de cidades vizinhas, além de entidades sociais que estão convidadas para participar do evento.


A programação da Semana Farroupilha terá a participação da Cultura FM e do Jornal Vitrine do Povo, com a realização do Sarau da Cultura. As mídias estarão presentes no evento com o rancho próprio, a fim de prestigiar e divulgar as atividades desta edição do Acampamento.


Semana Farroupilha 2023

O tema da Semana Farroupilha 2023 será o Centenário da Revolução de 1923. Por unanimidade, a cantora e apresentadora Maria Luiza Benitez foi escolhida como a patrona dos festejos deste ano.


Os confrontos entre sul-rio-grandenses começaram em 1835, com a Revolução Farroupilha, que se estendeu até 1845. Depois veio a Revolução Federalista, em 1893, conhecida por sua violência. A última guerra entre povos do Rio Grande do Sul foi a Revolução de 1923, em alusão ao ano em que ela começou e terminou. Nessa época, o Estado estava dividido entre os aliados de Borges de Medeiros, que foi reeleito presidente do Rio Grande do Sul em 1923, e os aliados de Assis Brasil, seu opositor.

Os correligionários de Borges de Medeiros usavam lenços brancos no pescoço e tinham o apelido de “chimangos”. Eles eram centralizadores e defendiam a permanência vitalícia do então presidente no poder. Já os correligionários de Assis Brasil usavam lenços vermelhos, eram os “maragatos”, e lutavam por uma oposição organizada e pela descentralização política.







Foto: Divulgação/Cultura FM


Opmerkingen


bottom of page