AGRONEGÓCIO EM DESTAQUE: Cultivo do milho e o ataque de pragas

Nesta edição falarei um pouco sobre o cultivo de milho, este importante cereal, e dos cuidados com ataque de pragas que vem preocupando os produtores.


Estamos em um período onde a cultura do milho está em fase inicial de desenvolvimento, este cereal que representa maior área cultivada em Palmitinho, são 3.800 cultivados, 1.800 hectares para silagem e 2.000 hectares destinados para milho grão.


A cigarrinha do milho é a praga que mais vem preocupando os produtores. Ela já causou muitos danos no último ano na cultura do milho em nosso município e na região e continua sendo, neste ano, a preocupação de grande parte dos produtores. Abaixo irei dar algumas dicas para evitar a proliferação desta praga, para que seja evitadas perdas na lavoura.


Uma das medidas fundamentais é a eliminar o milho voluntário/tiguera (aquelas plantas que ficam na lavoura após a colheita), utilização de cultivares de milho menos suscetíveis ao ataque, hoje possuímos algumas variedade mais tolerantes, intermefiárias e outras sensíveis a cigarrinha, por isso é importante a definição da cultivar a ser implantada, realização da semeadura em única época, realizar tratamento de sementes com inseticidas, e por último não havendo outra alternativa realizar a aplicação de inseticidas de acordo com a incidência da praga, a recomendação é que o milho após nascido, tendo incidência da praga deve ser tratado imediatamente com inseticida sistêmico de contato e ingestão, ou do principio ativo acefato, com aplicações semanais se necessário, na segunda aplicação o ideal é a mudança de principio ativo, para evitar uma possível resistência da praga, a aplicação destes inseticidas irão realizar também o controle de possíveis outras pragas que também afetam o milho que é a lagarta e o percevejo.


O número de aplicações também dependerá da incidência da praga na lavoura e o período de maior incidência é da germinação até o estágio v8 – 8 folhas, é essencial neste período monitorar e tratar se necessário, para se evitar prejuízo na plantação, lembrando que este é apenas um dos cuidados para se ter sucesso no plantio: Analise de solo para correção e adubação na proporção correta, utilização de herbicidas para controle de ervas daninhas no momento correto, escolha de uma cultivar resistente a cigarrinha e de alta produtividade e qualidade, aplicações de adubação de cobertura com nitrogênio, cobertura de inverno, também são detalhes a serem observados para o sucesso do cultivo.


Para maiores dúvidas e informações a Emater do seu município sempre se coloca a disposição para estar tirando as dúvidas e auxiliando os agricultores… até a próxima edição!