Assalto com reféns é registrado em Palmeira das Missões


Após seis horas de negociações, os últimos seis reféns sequestrados durante assalto em Palmeira das Missões foram soltos, nesta segunda-feira(07). Mais cedo, por volta das 14h, outras duas pessoas – que totalizam oito – já haviam sido liberadas. Uma delas era gestante. Ao fim da operação que envolveu a Brigada Militar e a Polícia Civil, com apoio de outras corporações, os dois criminosos envolvidos no assalto à loja e no sequestro foram presos.


A ocorrência acontece em uma loja de brinquedos, livraria, papelaria, festas e bazar na avenida Independência, no Centro do município. Dentre os reféns estavam a proprietária e uma funcionária do estabelecimento. Todas as vítimas foram encaminhadas para atendimento médico.


De acordo com o tenente coronel Carlos Augusto da Cruz Soares, comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO) Alto Jacuí, as negociações contaram com uma advogada, em defesa dos dois assaltantes. "Não nos deram muita conversa até porque existe uma advogada dos dois indivíduos que está intermediando as conversas”, explicou ao Correio do Povo. Os criminosos portavam revólveres calibre 38, que foram apreendidas.


Corpo de Bombeiros, Samu e o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) participaram da operação, que não contou com vítimas fatais.


Violência contra reféns


A Brigada Militar relatou, na noite desta segunda-feira, episódios de violência cometidos por dois criminosos a reféns durante assalto, que terminou após seis horas de negociação. "Uma das vítimas do sequestro é a dona da loja e no início da ocorrência chegou a ser espancada por um dos criminosos que estava mais nervoso", relatou o comandante do CRPO Alto Jacuí, Tenente Coronel Carlos Augusto da Cruz Soares.


Após seis horas de negociação, por volta das 18h, os dois criminosos se renderam e deixaram o local juntamente com os seis últimos reféns em "uma espécie de cordão humano", onde os assaltantes ficara no meio e os reféns no entorno. Mais cedo, às 14h, dois outros reféns já haviam sido libertados - sendo um deles uma gestante.

Os criminosos foram presos e as armas apreendidas pela Brigada Militar. As vítimas, incluindo a proprietária, foram encaminhadas para o atendimento médico.





Fonte: Correio do Povo

Foto: Divulgaçao/BM