DESTAQUE ESPORTIVO: Nada É Tão Ruim Que Não Possa Piorar

Olhando a tabela do Brasileirão 2021 o Internacional está com 37 % e o Grêmio com menos de 10% de aproveitamento. Que barbaridade. Bragantino, Athlético PR, Fortaleza e até o Juventude fazem campanhas ótimas. Sei não hein – isso não cheira bem.


Aguardaremos os próximos capítulos!

Se jeito regula, pelo que estão jogando, a Dupla Grenal só está na Libertadores e na Sulamericana porque as disputas da fase mata-mata cessaram. Fatalmente estariam eliminados.


Esta impregnado na cultura do futebol brasileiro que o treinador é o primeiro culpado pelos resultados negativos. Sinceramente não tenho convicção disso. Tenho visto sim, que muitos jogadores nas suas tradicionais “panelinhas” derrubam técnicos a bel prazer e não são responsabilizados pela direção ou pelo próprio torcedor.


No final das contas o clube é sempre o prejudicado pelos interesses de diversas naturezas e de variadas partes.


Li que o Internacionalpossui uma dívida histórica; vejo que o Grêmio no papel possui um dos melhores times dos últimos tempos e não engrena. Isso assusta um pouco. Dizem que gaúcho não tem medo – “tem receio” – mas o que aconteceu com o Cruzeiro de Minas Gerais é profundamente lamentável e oxalá passe longe daqui.


Tiago Nunes já não é mais o treinador gremista. O problema não foi demiti-lo, mas quem contratar. Não existe convicção nisso. O torcedor é passional e na maioria dos casos age por impulso. Até dias atrás esse mesmo treinador era o cara. As cobras estão tão criadas no vestiário gremista que inicialmente rechaçaram Felipão e bancaram o interino.


Diego Aguirre também “está firme igual prego na polenta”. Não necessariamente é o caso, mas às vezes é difícil tirar leite de pedra. No caso do colorado o contexto é mais estrutural pelo passado recente.


Não tá morto quem peleia. "Vamo mete o facão no toco" e torcer para que o título desta coluna não se confirme.


Um forte abraço e até a próxima.