top of page

Efeitos da chuva são sentidos em culturas de Palmitinho



As fortes chuvas registadas entre o final do mês de abril e o início de maio deixaram perdas de R$ 2.552,860,00 na agricultura e pecuária do Município de Palmitinho, conforme estimativa da Emater.


O Município foi afetado por grande volume de chuvas, principalmente entre o período de 25 de abril e 5 de maio, quando foram registrados um acumulado de 233 milímetros, causando transbordamento de rios e consequente enxurrada que afetaram residências e lavouras as margens do Rio Guarita.


De acordo com a estimativas da Emater, as principais culturas atingidas foram a produção de soja(perdas de 76%), de milho(68%), pastagem anual (42%) e produção leiteira(14%). Outra perda significativa nas áreas atingidas está relacionada a fertilidade do solo em uma área de 4.200 hectares, cultivados com as culturas de soja, milho e pastagens anuais. A Emater estima que à recuperação de fertilidade nas áreas afetadas possam custar mais de R$ 1 milhão em um período entre quatro e cinco safras.


O Rio Guarita atingiu o nível mais alto da história, ocasionando no bloqueio parcial da ponte que liga Palmitinho a Tenente Portela e invadindo residências. Conforme informações do Centro de Referência em Assistência Social(CRAS), ao menos quatro famílias foram gravemente afetadas, sendo que uma residência foi totalmente destruída pela enchente e outra teve sua estrutura comprometida. As outras duas famílias tiveram perdas de móveis e eletrodomésticos após a inundação das suas residências. – Juntamente com a Defesa Civil e as Secretarias Municipais, prestamos todo o auxílio a essas famílias. Além disso, a comunidade contribui com inúmeras doações para que as famílias pudessem reconstruir e mobiliar suas residências relata a Coordenadora da CRAS, Cleci de Souza Candaten.


As perdas também foram sentidas em estradas, pontes e bueiros, que foram severamente afetados em algumas regiões do município. Um amplo levantamento foi realizado pela Defesa Civil Municipal e contou com a participação de equipes das secretarias municipais que visitaram os pontos mais afetados pelas chuvas. – Percorremos os locais mais atingidos onde realizamos um amplo levantamento dos estragos para emissão de laudos que apontam significativas perdas nas áreas afetadas, inclusive com o desalojamento de famílias, ressalta o Coordenador da Defesa Civil Municipal, Edson Luiz Rech.


Conforme o Prefeito Municipal, Caetano Albarello, logo após as enchentes a Administração Municipal iniciou o trabalho de recuperação dos locais afetados. - A Secretaria de Obras e Viação e a Secretaria da Agricultura trabalham na recuperação de locais afetados, na desobstrução de pontes e bueiros e acessos a propriedades. À medida que o tempo está permitindo estamos recuperando nossas estradas que também foram muito afetadas, destaca.






 

 

Fotos: Divulgação/Divulgação

Comments


bottom of page