Estado anuncia R$ 2,5 milhões para centro de oncologia em FW


Uma demanda que tem sido bandeira na área da saúde de lideranças da região desde 2017, bem como foi alvo de mobilização da comunidade, por meio da Consulta Popular, para destinação de recursos que visam o início da sua concretização, o projeto do serviço de oncologia do Hospital Divina Providência (HDP), ganhou mais força nesta quinta, 31 de março, com o último anúncio do ex-governador Eduardo Leite, antes de renunciar oficialmente ao cargo, em cerimônia de transferência no Palácio Piratini.


Conforme a coordenadora regional da 2ª Coordenadoria Regional de Saúde (2ª CRS), Marly Vendrusculo, que participou do ato, foi anunciada a destinação de R$ 2,5 milhões para a ampliação do serviço de hemodiálise do hospital e construção do setor de oncologia, projeto que já contava com mais de R$ 1,5 milhão da Consulta Popular e que deverá ser viabilizado junto ao prédio da instituição.


– Esse recurso já está garantido e basta o encaminhamento da documentação necessária para ser liberado. Foi intermediado por muitas pessoas, entre elas, a deputada estadual Silvana Covatti. Precisamos ressaltar que o trabalho da diretoria que se despede do hospital também foi fundamental, e ele já foi submetido à aprovação da nossa equipe de engenheiros da 2ª CRS. Acima de tudo, isso vai trazer muitos benefícios para os pacientes do município e da região, que sofrem tanto com os deslocamentos para os tratamentos de saúde –, comentou a coordenadora regional de Saúde, Marly Vendruscolo.


O prefeito de Frederico Westphalen, José Alberto Panosso, destacou a importância da notícia, já que é resultado do esforço de toda a comunidade. “Há anos estamos unidos, trabalhando por esse projeto tão necessário para a população de Frederico Westphalen e região. Hoje, os pacientes precisam viajar quase 200 quilômetros entre ida e volta para centros de referência, para realizarem quimioterapia. Será um serviço que vai atender aos anseios de toda a região. Com certeza, vamos iniciar o mais breve possível essa construção”, disse.


O projeto

A estrutura física foi projetada por equipe da URI/FW e prevê três níveis. O subsolo será destinado para setor de serviços e armazenamento de materiais. No primeiro nível permanecerá o centro de hemodiálise já existente e que, posteriormente, será ampliado, ou seja, a estrutura para a Oncologia já prevê essa possibilidade. Já o último pavimento será implantada a Oncologia, que ficará no mesmo nível do acesso principal do HDP. A área total a ser construída é de 637,35m2.


Quanto aos ambientes, a estrutura vai ter consultório médico; sala de exames; sala de aplicação de quimioterápicos adultos curta duração, com 21 poltronas, sanitários em anexo e área para guarda de pertences de pacientes; sala de aplicação de quimioterápicos adultos curta duração, com 2 leitos e posto de enfermagem.


As atribuições serão de prestação de serviços de atendimento de apoio de diagnóstico e terapia para desenvolvimento de atividades de quimioterapia.





Fonte: Jornal Folha do Noroeste

Foto: Divulgação/Web