top of page

Governo avalia retorno do horário de verão


O governo federal avalia a possibilidade de retorno do horário de verão, encerrado em 2019, após análise do Ministério de Minas e Energia (MME) apontar que o consumidor teria uma economia de R$ 100 milhões com o fim da política. A decisão final cabe ao presidente Jair Bolsonaro (PL), mas a pasta pediu ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) estudos sobre a medida.


Em nota, o Ministério informou que, tendo em vista a competência legal para formulação e aprimoramento das políticas públicas voltadas para o setor energético, “realiza constantemente estudos, pesquisas e avaliações técnicas das melhores medidas possíveis sobre o tema, de acordo com o contexto energético vigente, a fim de manter a segurança energética e a modicidade tarifária ao consumidor brasileiro”.


“Desta forma, ainda não há definição com relação às implicações e implementação da referida medida”, explicou o Ministério.


Procurado, o ONS ainda não se pronunciou sobre os estudos produzidos recentemente. O espaço segue aberto para manifestações.


O horário foi extinto em abril de 2019, com base em estudos do ministério, que destacaram a “pouca efetividade” na economia energética, e também em estudos da área da saúde, sobre o quanto o horário de verão afeta o relógio biológico das pessoas.






Com informações do CP

Foto: Divulgação/Web

Komentar


bottom of page