top of page

Inverno inicia com chuva e frio ameno no RS


A quarta-feira que marca o início do inverno será de chuva em quase todo o território gaúcho. Será o primeiro inverno sob efeito do El Niño em anos no Rio Grande do Sul.


Chove já no começo do dia entre o Centro e o Oeste. Em outras partes do Estado, o dia começa com sol entre nuvens, antes da chegada da chuva. As precipitações atingem todas as regiões até o fim do dia e chegam em diversas localidades apenas da tarde para a noite.


Os volumes não devem ser altos na esmagadora maioria dos municípios. Não são esperados repiques das cheias e os rios tendem a seguir baixando. Faz frio ameno de manhã na maior parte do Rio Grande do Sul e a temperatura se eleva durante o dia.


Em Porto Alegre, a mínima será de 11ºC e a máxima, de 17ºC.


Fim do inverno pode ter novos eventos extremos

O inverno astronômico tem início nesta quarta-feira no Hemisfério Sul às 11h58 com o solstício e vai até o dia 23 de setembro. É um período diferente do denominado inverno meteorológico, que tem data fixa, de 1º de junho a 31 de agosto.


Este ano, o inverno gaúcho sofrerá forte influência do El Niño, que se caracteriza pelo aquecimento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico na faixa equatorial. O fenômeno altera a circulação da atmosfera no planeta e repercute no clima.


O ciclone da semana passada foi uma amostra do que pode se esperar do clima nos próximos meses no Estado, com muitos eventos extremos que deixarão mais vítimas e flagelados. A tendência é de uma atmosfera hiperativa nos próximos meses à medida que o El Niño se intensifica.


Além disso, o planeta adentra uma fase de aquecimento sem precedentes, com múltiplas ondas de calor marinhas recordes e cobertura de gelo marinho em níveis baixos recordes na Antártida. A superposição de El Niño com outros extremos de aquecimento oceânico esquentará demais o planeta e o clima vai estar muito propício a eventos extremos.


No caso do Rio Grande do Sul, os meses de primavera podem ser especialmente críticos por temporais frequentes e fortes, assim como eventos de chuva excessiva com inundações. A MetSul projeta que o período entre agosto e setembro deve ser o mais crítico da estação. Podem ocorrer mudanças radicais de temperatura e uma maior frequência de temporais de granizo e vendaval.


Confira a íntegra da previsão para Palmitinho






Fonte: Correio do Povo

תגובות


bottom of page