top of page

Levantamento registra destelhamento em mais de 200 propriedades de Palmitinho


Passa de 200 o número de locais com registro de destelhamentos ocasionados pelo temporal que atingiu o município de Palmitinho na noite da segunda-feira(16).


O levantamento parcial da Defesa Civil Municipal inclui residências e estruturas de propriedades atingidas com destelhamentos totais ou parciais. As regiões mais afetadas são comunidades situadas no interior do município, sendo que muitas delas ainda estão sem energia elétrica.


Conforme o Coordenador da Defesa Civil Municipal, Alex Negrini, o município trabalha com o levamento de dados e também no auxílio as famílias. – Desde o registro do temporal estamos atuando com o levantamento dos danos e com o auxílio as famílias. Foram distribuídas lonas para socorrer as famílias que tiveram casas destelhadas, ao mesmo tempo em que a Secretaria de Obras realizava a desobstrução de estradas bloqueadas pela queda de árvores ou desmoronamentos, relata.


De acordo com o levantamento realizado na manhã desta quarta-feira(18), boa parte das famílias do interior do município ainda estava sem energia elétrica e devido ao grande número de chamados, as companhias de energia estavam com sistemas congestionados. Por isso, foram disponibilizados canais alternativos para abertura de chamados. A RGE, principal operadora do município, disponibilizou um canal no WhatsApp (51) 99955-0002 e o SMS 27350, para o qual o cliente deve enviar o Seu Código e aguardar atendimento.


De acordo com Secretário de Obras e Viação, Evandro Pacheco, as equipes trabalham para desobstruir ruas e atender as famílias atingidas. Ele destaca que além dos destelhamentos, o grande volume de chuva elevou o nível do Rio Guarita alagando estradas e danificando lavouras e casas. Ao menos quatro trechos estão bloqueados: Linha Tateto, Bom Fim e Linha São João e Linha Braguinha.


As condições das estradas afetaram o transporte escolar e as aulas em escolas do interior ou para alunos que dependem do transporte ocorreram de reforma remota nesta quarta-feira(18). Para a quinta-feira(19), o transporte será retomado na maioria das comunidades e as aulas voltam a ocorrer presencialmente.


O Secretário Municipal da Agricultura e Meio Ambiente, Anderson Balestrin, relata que os fortes ventos e as cheias do Rio Guarita, provocaram danos em lavouras e propriedades afetadas. Além disso, a falta de energia elétrica preocupa produtores rurais, principalmente os produtores de leite, aves e suínos.










Fonte: Ascom/Prefeitura Municipal

Foto: Divulgação

Kommentarer


bottom of page