top of page

Outono começa com expectativa de sol e calor no RS


O outono começa nesta segunda-feira (20), às 18h25 (horário de Brasília) para a maior parte do território brasileiro – com exceção de partes do Amazonas, Pará e quase a totalidade de Roraima e Amapá, que ficam no Hemisfério Norte.


A estação, de transição entre o verão e o inverno, vai até o dia 21 de junho às 11h58.


Na primeira semana do outono, a previsão é de chuvas, ventos fortes e máximas maiores que 26°C em grande parte do país, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).


Em Mato Grosso, Goiás, São Paulo e Rio de Janeiro, os volumes de chuva podem ultrapassar até os 90 mm.


Acompanhe a previsão do tempo para esse início do outono nas cinco regiões do Brasil.


Norte

No começo da estação, são previstos volumes de chuvas maiores que 60 mm em praticamente toda a região, com exceção de áreas centrais do Pará e do Tocantins, onde os totais de chuva podem superar os 90 mm.


Para o Norte, a previsão do Inmet indica maior probabilidade que as temperaturas fiquem entre 22 e 26°C em grande parte da região, até pelo menos o dia 29 de março.


Restante da estação:

– De abril a junho de 2023 a previsão do Inmet indica que as chuvas deverão permanecer acima da média na região, com volumes que podem ultrapassar 800 milímetros (mm), principalmente em áreas do nordeste do Pará e noroeste do Amazonas devido à persistência de dias chuvosos;


– Já no sul do Pará, as probabilidades indicam chuvas ligeiramente abaixo da média;


– A previsão do INMET também indica o predomínio de temperaturas próximas e ligeiramente acima da média em grande parte da Região Norte, com valores que podem ultrapassar os 26ºC.


Nordeste

Até o final do mês de março, os maiores volumes de chuva se concentrarão em áreas do Maranhão, Piauí, Ceará, sertão pernambucano e noroeste da Bahia. Segundo o Inmet, os volumes podem ultrapassar os 90 mm.


No agreste paraíbano e pernambucano, os totais de chuva serão menores e não devem ultrapassar os 30 mm.


Nas áreas de divisa entre os estados de Pernambuco e Bahia, as temperaturas podem ser maiores que 36°C nos próximos dias.


Restante da estação:

– A previsão é de chuvas acima da média em grande parte da região. Segundo o Inmet, as chuvas deverão persistir em áreas mais ao norte devido à permanência da Zona de Convergência Intertropical;


– Já as temperaturas permanecerão próximas à média, desde a costa do Maranhão até Alagoas, entretanto, no interior do nordeste, a previsão é de temperaturas mais elevadas.


Centro-Oeste

A previsão é de muita chuva na região para a primeira semana do outono. De maneira geral, os totais de chuva poderão variar entre 60 e 90 mm.


Já as temperaturas mínimas devem variar entre 22ºC e 26ºC em grande parte da região nos próximos dias.


Cuiabá terá máxima de 30º C com pancadas de chuva e trovoadas isoladas nesta segunda, assim como Brasília, Campo Grande e Goiânia.


Restante da estação:

– A previsão indica chuvas próximas ou acima da média climatológica no Mato Grosso e extremo norte do Mato Grosso do Sul;


– Nas demais áreas, as chuvas deverão variar entre próximas ou abaixo da média;

– Já as temperaturas deverão ser acima da média em toda região, principalmente no norte de Goiás, onde podem ser superiores a 24ºC.


Sudeste

Em São Paulo, a máxima fica em 30ºC nesta segunda, com possibilidade de chuva. Em relação à temperatura mínima, a previsão indica temperaturas mais amenas principalmente no centro-sul de Minas Gerais, na Serra da Mantiqueira.


Para a segunda, as previsões também apontam muitas nuvens com possibilidade de chuva isolada no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Vitória.


Na região, os maiores acumulados de chuva podem ocorrer a partir desta terça (21), principalmente em áreas do centro-sul de Minas Gerais, em São Paulo e no Rio de Janeiro, onde os volumes podem superar os 90 mm. Nas demais áreas, os volumes de chuva não devem ultrapassar 60 mm.


Para o outono, normalmente, existe uma redução das chuvas sobre o sudeste à medida que o outono se aproxima – dando início, assim como no Centro-Oeste, ao período seco.


Restante da estação:


– No Sudeste, são esperados volumes de chuva abaixo da média nos próximos três meses;


– No caso da temperatura, o Inmet ressalta que a média deverá prevalecer próxima e ligeiramente acima da climatologia do período, porém não se descarta a possibilidade da entrada de massas de ar frio que poderão diminuir as temperaturas em alguns dias, principalmente nas localidades de maior altitude, a partir do mês de maio.


Sul

Na Região Sul os maiores acumulados de chuva são previstos para o leste do Paraná e de Santa Catarina com volumes chegando a 70 mm. Nas demais áreas, os acumulados de chuva poderão variar entre 10 e 30 mm.


Na segunda (20), as temperaturas máximas devem chegar a 28ºC em Curitiba, 33°C em Porto Alegre e 31°C em Florianópolis.


Restante da estação:

– Chuvas abaixo da média em grande parte do Paraná e Santa Catarina, exceto no leste destes estados, exceto no leste destes estados, onde as chuvas podem ser próximas a média, devido a passagem de frentes frias;


– Por outro lado, o Inmet aponta que chuvas mais frequentes sobre o Rio Grande do Sul, devido ao enfraquecimento do fenômeno La Niña, que assolou por três anos consecutivos o estado, causando escassez de chuvas;


Já as temperaturas deverão prevalecer acima da climatologia do período, embora o Inmet não descarte a possibilidade de geadas, principalmente em áreas serranas.










Fonte: O Sul

Foto: Divulgação

Comments


bottom of page