top of page

RS deve receber R$ 75,6 bilhões em investimentos do Novo PAC


Com R$ 75,6 bilhões previstos para investimento em obras e serviços, o Rio Grande do Sul ocupa a décima posição na lista dos valores que serão destinados aos Estados pelo Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O programa foi anunciado pelo governo federal nesta sexta-feira (11). Os maiores investimentos serão realizados no Rio de Janeiro (R$ 342,6 bilhões); em São Paulo (R$ 179,6 bilhões), em Minas Gerais (R$ 171,9 bilhões) e em Sergipe (R$ 136,6 bilhões).


A titular da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), Danielle Calazans, representou o governador Eduardo Leite no evento realizado no Rio de Janeiro. Ela afirmou que o governo gaúcho trabalhará de forma conjunta com o governo federal para agilizar as entregas consideradas fundamentais para o Estado.


Entre as obras confirmadas estão: a duplicação da BR-116, entre Porto Alegre e Pelotas; a finalização do trecho sul da duplicação da BR-116, entre Guaíba e Pelotas; a duplicação da BR-290, entre Eldorado do Sul e Pantano Grande; a conclusão das obras de acesso à nova Ponte do Guaíba; a barragem Arroio Jaguari, em São Gabriel; a barragem Arroio Taquarembó, em Dom Pedrito; e moradias do programa Minha Casa, Minha Vida.


O Estado deve receber R$ 1,4 bilhão para a área da Saúde e R$ 15,2 bilhões para as áreas de Educação, Ciência e Tecnologia. A primeira etapa do Novo PAC será composta por empreendimentos propostos pelos ministérios e por governadores. Em setembro, tem início a segunda etapa, com uma seleção pública para estados e municípios.


Investimentos do Novo PAC por Estados

Rio de Janeiro - R$ 342,6 bilhões São Paulo - R$ 179,6 bilhões Minas Gerais - R$ 171,9 bilhões Sergipe - R$ 136,6 bilhões Bahia - R$ 119,4 bilhões Paraná - R$ 107,2 bilhões Goiás - R$ 98,5 bilhões Maranhão - R$ 93,9 bilhões Pernambuco - R$ 91,9 bilhões Rio Grande do Sul - R$ 75,6 bilhões Pará - R$ 75,2 bilhões Ceará - R$ 73,2 bilhões Espírito Santo - R$ 65,9 bilhões Mato Grosso - R$ 60,6 bilhões Tocantins - R$ 57,9 bilhões Piauí - R$ 56,5 bilhões Santa Catarina - R$ 48,3 bilhões Distrito Federal - R$ 47,8 bilhões Amazonas - R$ 47,2 bilhões Alagoas - R$ 47 bilhões Rio Grande do Norte - R$ 45,1 bilhões Mato Grosso do Sul - R$ 44,7 bilhões Paraíba - R$ 36,8 bilhões Rondônia - R$ 29,6 bilhões Amapá - R$ 28,6 bilhões Roraima - R$ 28,6 bilhões Acre - R$ 26,6 bilhões











Fonte: Portal/RS

Foto: Romero Pimentel/SPGG

Comments


bottom of page