RS inicia vacinação contra Influenza e sarampo


Com a antecipação do início da vacinação das crianças de seis meses a menores de cinco anos contra a Influenza (gripe) e contra o sarampo, por meio do governo do Estado, municípios gaúchos dão início à aplicação das doses nesta segunda-feira. O calendário vacinal para o público infantil começaria somente em 3 de maio, mas o início foi antecipado devido ao aumento do número de atendimentos de urgência pediátrica na rede de saúde por quadros clínicos respiratórios. O público dentro dessa faixa etária no Rio Grande do Sul é estimado em 620 mil crianças. A meta é vacinar 90% desse número.


Em Santa Maria, no Centro do Estado, as doses estarão disponíveis nas unidades e Estratégias Saúde da Família (ESFs) que possuem salas de vacina. Cada local tem dias e horários diferentes de abertura. Os usuários devem procurar com antecedência suas unidades de referência para verificar o acesso. A vacinação segue aberta para os grupos dos idosos e trabalhadores da saúde.


Em Uruguaiana, na Fronteira-Oeste, a aplicação das doses ocorre em todos os postos de saúde do município, de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 14h às 17h. No ato de vacinação, é necessário apresentar a carteira de vacinação da criança, o cartão do SUS e um documento com foto. A Secretaria Municipal de Saúde reforça que, nos mesmos horários e dias, a vacinação contra a gripe em idosos (pessoas com 60 anos ou mais) e profissionais da saúde segue ocorrendo. Os trabalhadores da área da Saúde devem apresentar comprovante de profissão e comprovante de vacinas, para atualizar a situação vacinal contra o sarampo.


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de São Borja, também na Fronteira-Oeste, divulgou que a aplicação dos imunizantes ocorrerá no turno da tarde, na Central de Vacinas, das 13h às 16h, nas segundas, terças, quintas e sextas-feiras, e nas ESFs, das 13h às 17h, de segunda a sexta. A SMS relembra ainda que os idosos e profissionais de saúde seguem sendo vacinados contra gripe. Além disso, contra o sarampo, segue a atualização da carteira de vacinas aos profissionais de saúde, sendo que as crianças, mesmo com dose de rotina em dia, devem realizar a dose de reforço. No ato de vacinação é indispensável a apresentação de documentos e carteira de vacinas, além do uso de máscara.


Já em Pelotas, no Sul do Estado, a imunização dos pequenos ocorrerá apenas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), exceto nas sentinelas (UBSs Salgado Filho, PAM Fragata, Leocádia e CSU Cruzeiro), das 8h à 12h e das 13h30min às 17h, e no Centro de Especialidades, na rua Voluntários da Pátria, 1.420, das 13h às 17h. Para receber as aplicações, devem ser apresentados um documento de identidade do responsável, certidão de nascimento, carteira de vacinação da criança e cartão do SUS. Além das UBSs e do Centro de Especialidades, que são os locais onde as crianças devem se vacinar, o público adulto apto a receber as proteções pode procurar o Shopping Pelotas, das 17h às 21h, o Laboratório Municipal, das 13h30min às 17h, e o Trailer da Vacina, conforme itinerário semanal, das 9h às 17h, com intervalo entre as 12h30min e às 13h.


A 24ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza teve início no dia 4 de abril e é direcionada, até o momento, conforme calendário vacinal, a idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da área da saúde e, agora, crianças de seis meses a menores de cinco anos. Já a 8ª Campanha Nacional de Seguimento e Vacinação de Trabalhadores da Saúde contra o Sarampo é destinada a trabalhadores da área da saúde e crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) definiu o 30 de abril como o Dia D para a aplicação dos imunizantes contra o sarampo e contra a Influenza, com a abertura extraordinária das unidades de saúde do Estado.


Segundo a SES, caso a criança esteja recebendo este ano pela primeira vez a vacinação contra a Influenza, ela deverá fazer duas doses com 30 dias de intervalo entre elas. Se a criança já fez a vacina da gripe em algum outro ano o esquema é de dose única, assim como é para as demais idades. A vacinação contra a Influenza e contra o sarampo (vacina tríplice viral que também protege contra rubéola e caxumba) pode ocorrer no mesmo momento.




Fonte: Correio do Povo

Foto: Arquivo/Web