top of page

Seis cidades gaúchas devem receber doses da vacina contra a dengue


A espera pelo recebimento de doses da vacina contra a dengue no Rio Grande do Sul está prestes a acabar. Na tarde desta quinta-feira, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) anunciou a previsão do envio de doses do imunizante por parte do Ministério da Saúde. Entretanto, ainda não há uma data definida para a chegada das doses, conforme a pasta. Na próxima segunda-feira, técnicos do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) se reunirão com uma equipe do Programa Nacional de Imunizações, do ministério, para definir esta e outras informações sobre a chegada das doses da vacina Qdenga.


Conforme nota técnica publicada pelo Ministério da Saúde, o RS receberá 126,1 mil doses do imunizante, para as cidades de Porto Alegre, que receberá 72.898, Viamão, com 14.982, Alvorada, com 12.985, Gravataí, que receberá 16.425 doses, Cachoeirinha, 8.379 e Glorinha, com 463 doses. Esta é a quarta remessa do imunizante, que expandirá a cobertura vacinal para 625 novos municípios brasileiros, sendo os seis do RS.


Entretanto, as cidades com maior número de casos confirmados da doença no RS não estão na lista. Santa Rosa com 10.298 casos, São Leopoldo com 8.294, Novo Hamburgo com 7.503, Tenente Portela com 3.758 e Três Passos com 3.555 confirmações são as cinco cidades com mais casos da doença em 2024.


De acordo com o painel de acompanhamento de casos de dengue em 2024 da SES, dos municípios que receberão as doses, a capital possui o maior número de casos, com 995 até a tarde desta quinta. Já a Prefeitura de Porto Alegre informa um número maior, com 2.227 casos até a última atualização, realizada no dia 22 de abril.


Em nota, a SES completou informando que a escolha foi determinada por três critérios principais: o ranqueamento das regiões de saúde e de municípios, o quantitativo necessário de doses conforme a disponibilidade (prevista pelo fabricante) e o cálculo do total de doses a serem entregues em uma única remessa.


Os imunizantes necessários para a segunda dose serão encaminhados posteriormente, considerando o intervalo recomendado de três meses para completar o esquema vacinal. O público-alvo da campanha em 2024 são as crianças e adolescentes de 10 a 14 anos. Mas no último dia 17, o Ministério da Saúde recomendou a ampliação para jovens de 6 a 16 anos.


RS com 102 mortes

Na quarta-feira, a SES confirmou mais cinco mortes em decorrência da doença, chegando a 107 o número de óbitos em 2024. De acordo com o painel de acompanhamento de casos de dengue em 2024 da SES, o RS possui 85.348 casos confirmados da doença, dos quais 72.072 são autóctones, que é quando contágio aconteceu dentro do Estado.









Fonte: Agência Brasil

Foto: Paulo Pinto/Agência Brasil

Comments


bottom of page