top of page

Uso de energia solar deve provocar redução em contas de luz


Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), até o ano de 2031, a conta de energia elétrica de todos os brasileiros pode reduzir cerca 5,6%, em decorrência do aumento da geração distribuída de energia solar no país em telhados, terrenos de pequeno porte e fachadas. Essa estimativa é válida para as pessoas que não têm sistemas fotovoltaicos.


A expectativa do setor é de que, até 2031, a potência de energia solar instalada seja de quase 40 GW, o que pode proporcionar uma redução de 34 bilhões de reais nos valores gastos com energia elétrica no Brasil, conforme estimativa da Absolar.


O desconto esperado na conta de luz dos brasileiros também tem relação com a diminuição do uso de bandeira vermelha nas tarifas. A Absolar espera que ocorra uma redução de aproximadamente 60% no acionamento da tarifa mais cara.


Os benefícios do aumento da geração de energia solar no Brasil já podem ser constatados atualmente, uma vez que essa fonte energética ajudou o país a administrar a pior crise hídrica ocorrida nas últimas 9 décadas, em 2021, conforme a vice-presidente da Absolar, no portal da CNN Brasil.


"Quando a pessoa gera a própria energia, ela ajuda a poupar o reservatório das hidrelétricas. Isso faz com que o país utilize menos termelétricas e, consequentemente, possa gerar menos gastos. O benefício que a geração própria traz nesse quesito e em um cenário de crise hídrica que tivemos nesses dois últimos anos custou efetivamente R$ 28 bilhões para o país", explica a vice-presidente da Absolar.


Ainda complementa: "Se nós não tivéssemos nenhuma geração própria no Brasil, essa crise por qual passamos agora teria custado 41,6 bilhões de reais. Ou seja, o custo da seca seria 48% maior, porque teríamos que ter atingido muito mais termelétricas do que a gente teve".


A geração de energia solar será cada vez mais comum daqui para frente

Conforme o coordenador da Absolar, em entrevista para a CNN, os sistemas fotovoltaicos estão cada vez mais democráticos, gerando mais benefícios para o país e para a população: "Isso muito por conta do aumento das tarifas de energia e da redução do custo da tecnologia, fazendo com que os sistemas sejam cada vez mais viáveis para o maior número de pessoas e empresas".


O coordenador ainda ressalta: "Mais de metade dos novos sistemas são investimentos de famílias de classe C e D", o que reforça a ideia de que a geração dessa fonte energética tende a se expandir no país.


Na instalação, o uso da calculadora solar permite estimar a economia a ser obtida anualmente e a planejar o investimento, ajudando na segurança da instalação, para a viabilidade econômica dos projetos.








Fonte: Agência Dino

Foto: Divulgação/Web

ความคิดเห็น


bottom of page