top of page

Volta às aulas mobiliza milhares de alunos no RS


O fim do Carnaval demarca a efetiva volta às aulas no Rio Grande do Sul. Nesta segunda-feira (19), os 673.887 alunos matriculados na rede pública estadual iniciam as atividades letivas de 2024. Na primeira quinzena do mês, equipes diretivas e docentes participaram de jornada pedagógica on-line – para formação, qualificação e organização do trabalho escolar – promovida pela Secretaria Estadual da Educação. Na avaliação da secretária da Educação do RS Raquel Teixeira, a retomada próxima a dos outros estados brasileiros favorece o desenvolvimento e o cumprimento de calendários nacionais, como avaliações, programas e exames do Ministério da Educação (MEC). Por isso, ela acredita que é melhor uniformizar as ações no setor.


Além da rede própria, o Estado ainda desenvolve ensino com parcerias, como com o Sistema S e o Instituto Caldeira, por exemplo, expandindo atuações em áreas como contraturno escolar, oficinas variadas ou profissionalização e empregabilidade. E a secretária anuncia propostas novas para o ano. Já as redes privada e municipais de Educação Básica também terão o total retorno escolar na próxima semana, a maioria delas antecedidas por encontros pedagógicos com os professores.


REDE ESTADUAL

Entre as novidades no ensino público estadual, a secretária Raquel revela que o Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Rio Grande do Sul (Saers) atenderá estudantes com deficiência e também os 6.600 alunos de 102 escolas indígenas, com o objetivo de analisar impactos na aprendizagem. O cronograma de 2024 já está definido, com avaliações Diagnóstica, Formativa e Somativa, entre 26 de fevereiro e 14 de novembro.


Outra implantação educacional será o sistema de mentoria a todas as escolas, para acompanhar e fazer uma ligação mais direta entre a sala de aula e a respectiva Coordenadoria Regional (CRE) ou a Secretaria da Educação, visando agilizar e buscar soluções e apoios para demandas. Para esse trabalho, iniciado como projeto piloto no final do ano passado em Guaíba, foram contratados 350 mentores para visitas às escolas.


Como resultado motivador, Raquel informa o aumento na participação dos jovens no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): de cerca de 32 mil inscritos gaúchos em 2022, para 49 mil estudantes no Enem 2023. E no caso do Ensino Médio em Tempo Integral, agora passará a contar com 205 escolas, sendo 179 escolas regulares; 18, técnicas; e 8 no modelo Tiradentes. Em 2022 havia 1% nessa modalidade; em 2023 eram 10%; e para este ano sobem para 18% (205 escolas) em tempo integral no Médio. A secretária explica que, aqui no Estado, esse ensino ampliado envolve nove horas no Ensino Médio, e sete horas no Ensino Fundamental/Anos Finais. E sobre a Educação Profissional, atualmente o Estado possui 215 escolas estaduais, incluindo as de curso Normal; e são 32.521 estudantes. A Secretaria da Educação também elaborou e executou o projeto Gurias na Inovação, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).


Em 2024, o Programa Todo Jovem na Escola atuará em novo modelo. Será dividido em quatro componentes: Auxílio Material Escolar, Bolsa Regular Mensal, Poupança Aprovação e Prêmio Engajamento.


Nas escolas, a partir da próxima segunda-feira serão mais 1.334 professores, que ingressaram via concurso público em junho de 2023. E foram 42.510 inscrições de professores, servidores e especialistas para compor o banco de cadastro temporário.


A grande notícia em obras escolares é o retorno dos alunos ao prédio do Instituto de Educação General Flores da Cunha (IE) em Porto Alegre. Com danos estruturais desde 2013, teve a Ordem de Serviço para o restauro assinada em 2016, resultando em transferência dos mais mil alunos para outras quatro escolas, em trajetória de trabalhos que foi várias vezes interrompidas e paradas. E o programa estadual Lição de Casa segue, com 13 escolas em projeto; 9, em licitação; 37, com contrato em elaboração, 4 OIS assinadas; 67 em execução; e 149 concluídas (das 279 demandas), já beneficiando mais de 90 mil estudantes com as obras no RS.








Fonte: Correio do Povo

Comments


bottom of page